Saturday, April 09, 2005

confesse

9 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Confesso que me apaixonei e fugi. Confesso que não consegui ficar aí para amar. Hoje olho para trás e pergunto que confissão foi essa que fiz.

7:43 PM  
Blogger dezero said...

tmb eu me apaixonei, mas n fugi.
e agora:


A cidade está deserta
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte
Nas casas, nos carros, nas pontes, nas ruas
Em todo o lado essa palavra
Repetida ao expoente da loucura
Ora amarga! ora doce
Pra nos lembrar que o amor é uma doença
Quando nele julgamos ver a nossa cura

9:55 PM  
Blogger virginia_pinhao said...

o que tenho para confessar é isto… “nem as paredes confesso”***

10:17 PM  
Blogger bluejohn said...

Confesso que estou...,sou...,vou... em silêncio confesso.

10:26 AM  
Blogger Tiago R. said...

...por um não!
Por uma, pelo menos, já!

Mas o que será o "um" a que a imagem se refere? Tinha de haver suspense...

5:35 PM  
Anonymous Anonymous said...

...por um...
Não sei.

R.

11:36 PM  
Anonymous Anonymous said...

E se for por "um momento" (e depois fugir dali para fora)? Pode ser..
Na verdade cheira-me mais a "camarão", mas há mais poesia no momento..

cmr :)

10:18 AM  
Blogger Judia said...

Eu Confesso... e não fujo mas devia fugir... :P

11:32 AM  
Anonymous another me said...

também me apaixonei, não fugi e confessei. mas fugiu ela de mim... será que havia outro 'um'?

11:39 AM  

Post a Comment

<< Home

Site Meter