Saturday, August 13, 2005

namorar em agosto

9 Comments:

Anonymous Anonymous said...

Namorar ??
Haja decoro !
Um abraço,
António P.

10:01 PM  
Blogger jp said...

Calor é uma estação abstracta.

1:28 AM  
Anonymous Fabs Costa said...

Cariño!
No passa nada, cariño!

12:36 AM  
Anonymous Anonymous said...

Há qualquer coisa estranha nesta imagem.. Ainda não percebi o quê.. Mas há!

R.

1:14 PM  
Anonymous Anonymous said...

ora pois bem, digam-me lá se não é lindo! é pois é! ah se é!
ele anda por aí ... cuidado que ele anda aí!

4:10 PM  
Anonymous Fabs Costa said...

Já sei!
É o homem da Atlântida!...

Lembram-se do Homem da Atlântida?
Aquele que tinha os dedos interligados como os sapos...

É ele!
É ele e está numa daquelas crises de apeneia...

3:24 PM  
Anonymous Mafalda ( a Veiga) said...

Sei de cor cada lugar teu
Atado em mim, a cada lugar meu
tento entender o rumo que a vida nos faz tomar
tento esquecer a mágoa
guardar só o que é bom de guardar

pensa em mim, proteje o que eu te dou
eu penso em ti e dou-te o que de melhor eu sou
sem ter defesas que me façam falhar
nesse lugar mais dentro
onde só chega quem não tem medo de naufragar

fica em mim que hoje o tempo dói
como se arrancassem tudo o que já foi
e até o que virá e até o que eu sonhei
diz-me que vai guardar e abraçar tudo o que eu te dei

mesmo que a vida mude os nossos sentidos
e o mundo nos leve para longe de nós
e que um dia o tempo pareça perdido
e tudo se desfaça num gesto só

eu vou guardar cada lugar teu
ancorado em cada lugar meu
e hoje apenas isso me faz acreditar
que vou chegar contigo
onde só chega quem não tem medo de naufragar.

12:22 AM  
Anonymous Lobinha Maria said...

He Pá, Caraças, que eu gosto tanto de ti!...

12:45 AM  
Anonymous André sardet said...

Se eu disser que dura sempre
A vontade de a ter
Os meus olhos vão em frente
Ao azul dessa mulher

Se eu disser que é proíbido
Enfrentar o meu destino
Aí se eu disser,
Que ando louco..., e não é pouco
Só por causa do amor dessa mulher

Se eu disser...
Que nunca me senti assim
entre a espada e a parede
nas alturas da paixão já não há rede
e eu ando louco

2:23 AM  

Post a Comment

<< Home

Site Meter